Prestação da casa cai para o valor mais baixo de sempre – cortes atingem todos os prazos

Os encargos mensais vão baixar para todos os contratos de crédito à habitação, independentemente do indexante associado. Reduções vão dos 1,1% aos 1,67%.

Outubro traz boas notícias para todas as famílias portuguesas que pediram dinheiro emprestado ao banco para comprar casa. A prestação vai baixar para todos os contratos de crédito à habitação independentemente do indexante associado, nomeadamente Euribor a 3, 6 ou 12 meses. Será, de resto, a mais baixa de sempre.

Os cortes na prestação da casa irão variar entre os 1,1% e 1,67%, com os contratos mais curtos a saírem mais beneficiados, tal como noticia o ECO. Os empréstimos indexados à Euribor a 3 meses vão sentir um corte de 1,67%, o que quer dizer que, num empréstimo de 100 mil euros, a 30 anos, e com um spread de 1%, as famílias com contratos associados a este indexante veem a prestação descer 5,08 euros, passando dos 305,15 para os 299,58 euros.

Os encargos mensais associados aos empréstimos indexados à Euribor a 6 meses – a mais usada em Portugal – também vão baixar. A prestação vai cair 1,42% para 300,82 euros, isto é, 4,33 euros abaixo dos 305,15 euros da última revisão.

Já as famílias com crédito associado à Euribor a 12 meses irão beneficiar de um corte de 1,1%. Na prática, e tendo em conta o mesmo cenário, o valor da prestação passa a fixar-se nos 307,87 euros durante o próximo ano. 

Este conteúdo é uma reprodução do Idealista News.“Prestação da casa cai para o valor mais baixo de sempre – cortes atingem todos os prazos”. Pode visualizar o artigo na sua integra através do seguinte link: https://www.idealista.pt/news/financas/credito-a-habitacao/2020/10/02/44792-prestacao-da-casa-cai-para-o-valor-mais-baixo-de-sempre


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code