Preço das casas em Portugal sobe 13,3% em 2019 – supera pela primeira vez os 2.000 euros por m2

Lisboa continua a ser a cidade capital de distrito mais cara do país (4.607 euros por m2), segundo o índice de preços do idealista.

É caso para dizer que contra números não há argumentos: comprar casa é cada vez mais caro em Portugal. Em 2019, os preços subiram 13,3% face ao ano anterior, para 2.028 euros por metros quadrado (m2). É a primeira vez que é ultrapassada a barreira dos 2.000 euros por m2. 

De recordar que, no terceiro trimestre do ano passado, registou-se um abrandamento no aumento, em cadeia – face ao trimestre anterior –, de 2,5%. Subida essa que tinha sido de 4,5% no segundo trimestre e de 3,3% nos primeiros três meses de 2019.

Regiões

Todas as regiões assistiram a um aumento de preços em termos anuais – em 2019 face a 2018. A excepção é o Alentejo, onde desceram 0,4%. Destaque para a região Norte e para a Área Metropolitana de Lisboa (AML), que viram os preços subir 14,7%. Seguem-se, por esta ordem, a Região Autónoma da Madeira (8,1%), o Algarve (7,3%), a Região Autónoma dos Açores (1,9%) e o Centro (1,6%).

A AML, com 2.941 euros por m2, continua a ser a região mais cara, seguida pelo Algarve (2.209 euros por m2), Norte (1.658 euros por m2) e Madeira (1.556 euros por m2). Do lado oposto da tabela, ou seja, as regiões mais baratas, encontram-se, por esta ordem, Região Autónoma dos Açores (918 euros por m2), Alentejo (1.017 euros por m2) e Centro (1.045 euros por m2).

Distritos

Os preços subiram em 20 distritos – entre 23 analisados, contando com as ilhas da Madeira e dos Açores –, com os maiores agravamentos de custo em 2019 a terem lugar no Porto (16%), Setúbal (15,6%), Bragança (12,7%), ilha de Porto Santo (12,4%) e Lisboa (11,5%). No caso de Coimbra, a subida no último ano foi de 8,3%. 

Por outro lado, os preços das habitações desceram em Portalegre (-18%), Santarém (-3,6%) e Viana do Castelo (-1,5%).

O ranking dos distritos mais caros continua a ser liderado por Lisboa (3.276 euros por m2), sendo que o pódio fica completo com Faro (2.209 euros por m2) e Porto (1.918 euros por m2). Já os preços mais económicos encontram-se em Portalegre (635 euros por m2), Guarda (673 euros por m2) e Castelo Branco (683 euros por m2). 

Capitais de distrito/cidades

Os preços aumentaram em 17 capitais de distrito, com Aveiro (22,5%) a liderar a lista. Seguem-se Setúbal (19,9%), Ponta Delgada (13,5%), Braga (13,1%) e Coimbra (11,6%). Em Lisboa e Porto a subida foi de 10,4% e 6%, respetivamente.

Lisboa mantém-se como a capital de distrito onde é mais caro comprar casa, qualquer coisa como 4.607 euros por m2. Porto (2.779 euros por m2) e Faro (1.871 euros por m2) ocupam o segundo e terceiro lugares, respetivamente.

Já as cidades capitais de distrito mais económicas são Guarda (684 euros por m2), Castelo Branco (691 euros por m2) e Portalegre (724 euros por m2).

Este conteúdo é uma reprodução do Idealista News.“Preço das casas em Portugal sobe 13,3% em 2019 – supera pela primeira vez os 2.000 euros por m2″. Pode visualizar o artigo na sua integra através do seguinte link: https://www.idealista.pt/news/imobiliario/habitacao/2020/01/07/42011-preco-das-casas-em-portugal-sobe-13-3-em-2019-supera-pela-primeira-vez-os-2-000-euros


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code