Maximalismo: a nova tendência de decoração que deve conhecer

Se as cores intensas, os padrões e a irreverência marcam a sua forma de decorar, descubra o maximalismo: vai cair como uma luva em sua casa!

Maximalismo: esta palavra é para ser retida. Afinal, ela representa uma das tendências de decoração que vieram para ficar neste outono/inverno 2019.

Na verdade, o minimalismo, cores neutras e quase ausência de objetos, parece estar a ser substituído por estampados e cores ousadas, um maior número de objetos decorativos e bastante arrojo na disposição dos itens e mobiliário! 

Fique a par dos últimos gritos decorativos da nova estação e conheça as principais linhas orientadoras do maximalismo. 

O maximalismo resumido em 10 ideias principais

1. Estampados, sempre! 


Se há coisa que caracteriza o maximalismo é a utilização de estampados. Florais, geométricos, clássicos, monocromáicos ou muito coloridos… Não há grandes restrições neste campo. A ideia é ir experimentando e utilizar aquilo que mais gostar. E sim, pode misturar padrões!

2. Materiais de luxo 

Este estilo decorativo está carregado de materiais de grande porte, luxuosos e densos. Veludo, cetim e outros materiais mais pesados são os preferenciais, e geralmente vêm acompanhados de acabamentos dourados e alguns berloques.

Imagine uma sala saída de um castelo no séc. XVII; é esse o ambiente que se procura! 

3. Mais é mais

Se até agora sempre ouviu que “menos é mais”, no caso do maximalismo defende-se precisamente o oposto! Salas bem preenchidas, com muitos objetos (tantos que, por vezes, nem se consegue focar apenas num) é o que define este estilo de decoração. 

4. Contrastes de cor

Para o outono/inverno 2019, a tendência maximalista dita que as cores suaves e minimalistas serão esquecidas e substituídas por um ambiente cromático mais dramático.

O preto é uma das cores indicadas, que deve ser combinada com tons arrojados, como o azul-escuro safira, o roxo escuro e o rosa vivo. 

5. Inspirações vintage

Uma das inspirações do estilo maximalista é a tendência vintage. E por isso mesmo, numa sala deste estilo fica sempre muito bem um ou outro apontamento de objetos vintage, como um telefone meramente decorativo, uma peça em loiça sem utilização atual, mas com valor ornamental ou até mesmo um brinquedo de décadas que já passaram. 

6. Peças com história

Numa casa maximalista, é absolutamente obrigatório ter um ou outro objeto com história. Como assim, pergunta? Não é difícil, acredite. Basta dar uma volta no sótão, cave ou até mesmo na casa dos seus pais e avós e procurar uma ou outra peça que esteja por lá e que tenha significado para si.

Pode ser uma boneca de porcelana, um conjunto de chávenas que usava na infância, um banco especialmente importante, etc. Depois, é só expor essa peça orgulhosamente, não obstante o seu estado ou condição! 

Como alternativa, pode também visitar lojas de artigos usados e analisar se alguma peça ou mobiliário lhe enche as medidas. 

7. Não tenha medo do exagero

É mesmo assim. O maximalismo é um tipo de decoração exacerbada e exagerada e é assim assumidamente. Por isso, se quer render a sua casa a este estilo, não tenha medo de o fazer também!

E, se por acaso, os seus amigos ou familiares já lhe disseram algumas vezes que é “exagerado” na sua decoração, talvez seja um sinal de que o maximalismo é mesmo para si. 

8. Papel de parede 

O papel de parede é uma opção decorativa extremamente versátil e que cabe tanto num estilo mais minimalista, quanto maximalista. É tudo uma questão do tipo de papel que escolhe e da forma como o combina com os restantes elementos!

No caso do estilo que vai marcar a temporada outono/inverno 2019, aposte em tons vibrantes e impressões de papel de parede selvagem em vez de tons de branco e cinza. 

9. Organização no meio do caos

Sim, é verdade que este estilo se pauta por muitos acessórios e objetos, por muita diversidade e mistura. Mas, sempre com a mínima lógica e organização. Muita coisa não é sinal de desarrumação e caos. Muito pelo contrário! Para ter uma casa maximalista bem conseguida, é necessária uma grande disciplina na organização de sua casa, mantendo as coisas no seu devido lugar. 

10. Não tenha medo de misturar!

Esta é uma dica que o vai ajudar bastante na conquista do estilo maximalista: não tenha medo de misturar! Desde que siga um fio condutor do seu ambiente, pode perfeitamente conjugar diferentes estilos, cores e estampados.

Nada como experimentar, testar e, claro, pesquisar online exemplos de referência em revistas e sites da especialidade! 

Este conteúdo é uma reprodução do E-Konomista “Maximalismo: a nova tendência de decoração que deve conhecer”. Pode visualizar o artigo na sua integra através do seguinte link: https://www.e-konomista.pt/maximalismo/


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code