Ainda sobre as tendências na decoração para 2018…

Na era digital em que vivemos, os estilos de vida são assumidos e marcados ao ritmo do feedback das redes sociais. E a decoração acompanha, assumindo um papel cada vez mais cenográfico que teatraliza e injecta magia no quotidiano, que se quer ora vibrante ora dramático, mas sempre original e digno de ser partilhado, visualizado e acima de tudo aprovado por quantos mais fãs melhor!

5

Ambientes Cenográficos

O consumidor digital torna-se o diretor artístico e o cenógrafo do próprio espaço. É ele que escreve e rescreve as histórias que pretende partilhar. A decoração assume uma dimensão metamórfica e vai-se transformando, assumindo um carácter dinâmico e imprevisível. Os cenários modificam-se conforme os sentimentos e vivências que se pretende partilhar.

4

Ambientes Depurados

Para dar destaque e valorizar os objetos de desejo os ambientes querem-se minimalistas. A decoração na sua expressão mais artística assume os princípios das exposições. Espaços “em branco” que revelam peças e objetos de arte. São os cenários limpos, prontos a fotografar, sem interferências das peças menores e sem qualquer poluição visual. Nada do que está à vista está a mais. Cada peça tem o seu lugar e a sua função. Ambientes minimalistas que refletem ainda o desejo do minimal e a aversão ao consumo exacerbado.

2

Transparências

Para destacar e valorizar as obras de arte quotidianas, as transparências assumem um papel de destaque em todas as suas dimensões. Sejam grandes janelas, divisórias em vidro, mesas ou vitrines, os vidros e os espelhos vão brilhar em 2018.

3

Wall of Fame

Ainda na lógica da decoração-exposição os murais saem das redes sociais e instalam-se nas paredes. Seja como fotogramas de uma história, como exposição de uma colecção ou como conjugação de objectos antes díspares e individuais que encontram no grupo uma nova ordem.

1.jpg

Natureza-morta

A “natureza-morta” é um conceito de representação de seres inanimados praticada desde a Antiguidade. Utilizada primeiro na pintura e depois na fotografia utiliza elementos como frutas, utensílios de cozinha, flores, porcelanas, livros e tudo aquilo que faz parte do quotidiano.

Actualmente, poderíamos dizer que a “natureza-morta” se tornou um tema central das redes sociais e um campo de experimentação sempre renovado. Uma boa parte das fotografias mais populares do Instagram dizem respeito a mesas de refeições, décors ou elementos quotidianos elevados à categoria da arte. As composições são cuidadosamente preparadas para o momento do “click” que rapidamente vai a votos no Instagram!

6

Jogos de Luz

A luz tem o poder de rapidamente transformar espaços e criar cenários, dramatizando ou dando um toque de magia aos ambientes do quotidiano. Tem também a grande vantagem de permitir que qualquer objecto, recanto ou momento possa ser fotografado com qualidade. A luz assume por isso um papel essencial na decoração, transformando ambientes frios em ambientes quentes ou destacando os pormenores.


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code