Adaptação: como tornar a casa mais segura para os idosos

Quando um bebé nasce e depois cresce, a nossa casa vai mudando com ele. Hoje coloca-se um berço, amanhã já se cria todo um quarto para a criança, até que esta cresça e se torne um adulto. Isto é algo muito comum nas nossas vidas. O que é menos comum é adaptar as nossas casas para a terceira idade, embora seja igualmente necessário. Com o aumento da esperança média de vida, estas adaptações tornam-se fundamentais. Veja o que pode fazer:

Sala

Com a idade, perdemos visão periférica e temos mais dificuldade em mover-nos, podendo ser necessário apoiarmo-nos em algo. Assim, prefira móveis mais robustos na sala, que possam ser usados como apoio sem escorregarem, e que sejam mais altos, permitindo que o idoso se levante sem dificuldade. A distância entre a mobília deve também ser maior: como pode ser necessária a ajuda de um cuidador, é essencial que tanto este como o idoso se possam mover na sala sem bater em móveis. A mobília pode ter cantos arredondados, para evitar lesões, e aparelhos como o telefone ou comandos devem ser colocados num local conveniente, que seja perto da zona principal da sala, evitando assim grandes deslocações. Tente evitar coisas soltas, como tapetes ou camas de animais de estimação, já que se pode tropeçar nelas com facilidade.

Cozinha

A cozinha deve ser pensada de modo a ter tudo o que é necessário para fazer as refeições no mínimo de espaço possível, para que não seja preciso mover-se muito. Assim, as panelas e ingredientes devem estar perto do fogão, e a louça deve estar próxima da pia ou da máquina de lavar. No caso de haver perdas de memória, uma cozinha aberta, com tudo à mostra, ou com portas em vidro pode ser uma boa ideia, já que permite ao idoso encontrar aquilo de que precisa rapidamente e sem esforços. Tente colocar as prateleiras mais baixas, para que a pessoa possa alcançar as coisas facilmente e sem ter de subir a uma cadeira. Uma última dica é colocar a bancada e a pia igualmente baixas, permitindo que o idoso possa lavar a louça ou preparar a comida sentado, se assim o desejar.

Quarto

O quarto deve ser um espaço seguro e confortável, com um bom espaço de circulação e sem objetos nos quais se possa tropeçar. Tente não trocar o mobiliário de sítio regularmente, já que isso pode levar a pequenos acidentes. Escolha um colchão mais alto, que permita que o idoso se levante com mais facilidade da cama e que se deite com menos esforço. Se quiser, pode também colocar uma poltrona no quarto, para uma zona de descanso extra. As mesinhas de cabeceira devem estar à altura da cama e ter cantos mais suavizados, para evitar algumas lesões. Por último, pense também na iluminação – esta deve ser um pouco mais forte e mais regular, já que existe uma diminuição da capacidade visual à medida que envelhecemos. O interruptor deve estar junto à cama, para evitar deslocações no escuro, ou pode usar um candeeiro na mesa de cabeceira (mas tenha em atenção que esta luz pode não ser suficiente). 

Casa de banho

O sítio onde mais ocorrem acidentes na terceira idade é a casa de banho. A combinação de humidade, pisos molhados e superfícies mais escorregadias pode ser muito perigosa e levar a problemas mais sérios como ossos partidos ou concussões. Assim, coloque piso antiderrapante neste local e instale barras de apoio na boxe do duche e perto da sanita, que pode até ser um modelo mais alto para facilitar o uso. As banheiras não devem ser usadas, devendo privilegiar duches do estilo italiano, ao mesmo nível do chão, que possam ser usados por pessoas com dificuldades motoras ou até mesmo em cadeira de rodas. Se houver espaço suficiente, pode colocar um banquinho no duche, mas esse banco deve ser bem seguro. Se tem torneiras circulares, troque-as por um modelo em alavanca – são bem mais fáceis de usar. Por último, evite ter uma porta com tranca – em caso de necessidade, é mais fácil socorrer alguém assim.

No geral

O ideal é que a casa seja de um só piso, sem desníveis e com a garagem perto da porta de entrada. No entanto, existem pequenas adaptações que podem ser feitas para melhorar a qualidade de vida de um idoso, mesmo numa casa com diferentes andares. A iluminação deve ser pensada, de modo a que o idoso possa ver bem o local e possa ir à casa de banho de noite sem problemas. Dê preferência a portas de correr e a pisos que não sejam escorregadios, tanto no interior como no exterior da casa. Escolha cores mais claras para a superfície de trabalho, como bancadas de cozinha, já que numa cor escura pode ser difícil ver os objetos. Se tiver escadas e o idoso tiver de as usar, aposte num corrimão forte e sinalize o fim e o início das escadas com luzes, se possível. Por último, todos os fios, tapetes e demais objetos que estejam mais soltos devem ser bem arrumados, para que o idoso não tropece neles.

Este conteúdo é uma reprodução do Habitíssimo.“Adaptação: como tornar a casa mais segura para os idosos”. Pode visualizar o artigo na sua integra através do seguinte link: https://projetos.habitissimo.pt/projeto/adaptacao-como-tornar-a-casa-mais-segura-para-os-idosos


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code