A ordem a seguir na hora de reformar o seu novo lar

Na hora de remodelar uma casa a ordem que segue altera o resultado final, especialmente se não pudermos desenvolver uma reforma integral. No caso de querermos ir reformando pouco a pouco a nossa casa, nós podemos definir e planear várias fases para que o resultado final seja o que queremos. Ora, estas fases, para não acabarem por ser um caos absoluto devem estar bem delineadas. Neste artigo queremos ajudar um pouco a definir a ordem de prioridades.

Comece pela cozinha ou casa de banho

Se escolhemos a casa de banho primeiro, a segunda divisão a reformar será a cozinha, e vice-versa. Estas costumam ser divisões independentes, o que é bom para que possamos trabalhar nelas sem interferir no resto da casa. Primeiro tem que derrubar, colocar suportes e pontos de luz e, em seguida, placas. O mobiliário aplica-se no fim, já que assim os móveis ficam mais protegidos.

Atenção, pois existem cozinhas que se integram noutras divisões, como a sala de estar ou a sala de jantar. Neste caso, sim, estaríamos a entrar em outras salas, sobretudo se a nossa intenção for unificar o pavimento. Além disso, se removermos divisórias, podemos encontrar instalações e serviços que serão afetados. O que é que implica isso? Que, se quisermos fazer uma cozinha aberta, provavelmente é muito mais rentável enfrentar a reforma conjunta destas duas divisões!

O pavimento do resto da casa

Após reformar essas duas divisões, já podemos pensar no pavimento da nossa casa. Neste caso, também podemos fazê-lo pouco a pouco, mas talvez seja mais interessante unificar o pavimento de toda a casa e colocá-lo de uma só vez. Ao comprar tudo de uma só vez, talvez possa encontrar preços mais económicos. Além disso, se a sua intenção for colocar o mesmo piso em toda a casa, talvez quando quiser comprar mais material, não o consiga encontrar. Por isso, pondere bem o que quer fazer antes de começar.

Carpintaria

Tanto as portas como os armários deveríamos deixá-los para depois de colocar o piso. Tem que ter em conta que a altura do chão pode afetar diretamente a carpintaria, especialmente quando aplicamos o novo pavimento sobre o antigo. Ou procura pisos com uma espessura mínima, como pode ser o microcimento ou a resina epóxi ou espera para colocar a carpintaria e ver as medidas exatas, caso tenha que fazer pequenos ajustes.

No caso das janelas, também acontece algo semelhante, sobretudo com as janelas de varanda. É melhor deixá-las para depois de colocar o piso.

Pintura

A pintura e outros acabamentos nas suas paredes, como o papel de parede, deve deixá-los para o fim. Se pintamos no início, na primeira fase, ao terminar as obras teríamos que voltar a pintar. O nosso papel de parede, esse tão bonito que escolhemos com tanto carinho, pode ser também afetado e prejudicado. É verdade que, em toda a obra, no fim, há sempre pequenos retoques, e talvez o eletricista e o carpinteiro tenham que dar os últimos retoques. Não obstante, estes ajustes não representam um perigo para a nossa pintura.

Este conteúdo é uma reprodução do Habitíssimo “A ordem a seguir na hora de reformar o seu novo lar”. Pode visualizar o artigo na sua integra através do seguinte link: https://projetos.habitissimo.pt/projeto/a-ordem-a-seguir-na-hora-de-reformar-o-seu-novo-lar


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code