7 ideias para ganhar espaço nas cozinhas pequenas

É dos dramas mais comuns em quase todas as casas: ter ideias para ganhar espaço nas cozinhas pequenas. A verdade é que, por mais que todos sonhemos com cozinhas de 30 e 40 metros quadrados (m2), a esmagadora maioria das casas conta com espaços de aproximadamente 15 m2 para acomodar uma área de preparação de alimentos, uma área de refeições e, claro está, uma área de arrumação para os mil e um utensílios e peças que utilizamos no dia a dia na cozinha.

Integrar a cozinha

Além de ser super trendy, esta primeira dica vai ajudar-te a ganhar imenso espaço. Integra a tua cozinha com uma outra divisória – geralmente a sala – eliminando as paredes que a separam. Ao transformar duas áreas numa só, vai aumentar a sensação de amplitude e ganhar efetivamente espaço de arrumação e de passagem e circulação. Já para não falar que as áreas ficam bem mais uniformes.

Portas de correr

Ao colocar portas de correr na cozinha – seja na porta de entrada ou mesmo nas portas dos armários – vai ganhar muito espaço. Pode não parecer, mas o facto das portas abrirem para trás, implica ter um determinado espaço livre que nem sempre podemos despender. Ao ser de sistema de correr, o espaço que necessitam é lateral e não afeta a passagem e circulação de pessoas e coisas.  

Armários até ao teto

Já observaste bem os armários da tua cozinha? Muito provavelmente têm uma determinada altura, que vai até um certo ponto, e depois existe um espaço vazio entre o fim do móvel e o teto. Ora, para ganhar espaço, seria benéfico apostar em armários altos que vão até ao máximo de altura. Nessas zonas deverá depois colocar material e acessórios que utilizes com muito pouca frequência.

Mobiliário à medida

De todas, esta ideia poderá ser a que vai exigir um esforço financeiro maior. Mas no final, vai perceber que o investimento compensa. Falamos de um estudo detalhado do espaço disponível na tua cozinha e a posterior construção de mobiliário feito especificamente para as tuas necessidades.

Móveis modulares

Falamos de mobiliário funcional, dobrável, retrátil e/ou extensível. Estes equipamentos podem ou não ser afixados à parede e, tal como o nome indica, eles cumprem diferentes funções e objetivos. Além disso, a maior parte deles, depois de cumprirem a sua função, podem ser novamente arrumados sem que ocupem espaço e permitindo a fácil circulação. 

Arrumação vertical e suspensa

Estes dois tipos de arrumação são sempre um pouco negligenciados, mas a verdade é que têm um grande potencial. Experimenta colocar umas prateleiras, painéis organizadores e nichos de arrumação nas paredes da cozinha que estejam despidas e vê o espaço aumentar em grande escala. Uma outra alternativa é a da arrumação suspensa, especialmente indicada para quem tem as famosas ilhas americanas: se reparares nos filmes dos EUA, em volta da bancada, ao nível do exaustor, existe sempre uma espécie de calha de arrumação para pendurar utensílios e até frigideiras.

Bancada da cozinha com dupla função

Tem uma bancada de cozinha com uma das extremidades mais saliente? Transforma-a não só numa área de preparação de alimentos, como numa área de refeição. Este truque é bem fácil de implementar – basta colocar uns bancos ou cadeiras nessa extremidade – e vai poupar a necessidade de colocar uma mesa e cadeiras na cozinha.

Este conteúdo é uma reprodução do Idealista News.“7 ideias para ganhar espaço nas cozinhas pequenas”. Pode visualizar o artigo na sua integra através do seguinte link: https://www.idealista.pt/news/decoracao/conselhos/2020/02/05/42325-7-ideias-para-ganhar-espaco-nas-cozinhas-pequenas


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code