7 formas de mudar o chão…sem fazer obras!

De nada serve ter uma sala maravilhosa, uma cozinha espetacular ou um hall de entrada convidativo se o piso da sua casa não se encontra em excelentes condições. Fazer uma remodelação nem sempre soa bem nestes casos, mas por vezes pode ser necessário. No entanto, existem soluções que passam por colocar piso novo por cima do antigo, para evitar a necessidade de obras. Por isso, hoje concentramo-nos nos pisos que podem ser instalados sem ter que tirar um único bocado de chão. Consegue imaginar? Estes são alguns dos materiais preferidos para mudar o chão de sua casa sem obras. Tome nota.

1.O piso vinílico, um grande imitador

Existe um antes e um depois no que refere a pisos de madeira desde que os vinílicos entraram no mercado. Ao princípio, só ofereciam a versão adesiva (com colas especiais ou incorporando a sua própria cola), mas agora também existem os com sistema click. Conseguirá encontrar acabamentos de maior ou menor realismo e com mais ou menos garantia. O preço pode variar segundo a qualidade, mas existem autênticas maravilhas por menos de 30€ ao metro. Em troca, o vinílico oferece um pavimento muito duradouro (ideal quando existem crianças ou animais domésticos) que é resistente à humidade e aos fungos.

A sua grande vantagem face a muitos pisos laminados é que o pode utilizar em cozinhas e casas de banho e que graças à sua espessura fina muitas vezes não é necessário retirar quadros ou portas. Para isso, é primordial que o instale sobre um piso sem irregularidades ou, caso não seja possível, se aplique um impressão niveladora para que fique perfeito e que se mantenha no sítio durante muitos anos.

2. O plano B: os laminados

Com uma aparência muito similar ao piso anterior, os laminados são perfeitos em apartamentos, casas ou inclusive em locais comerciais. É perfeito sempre que tenha problemas de humidade, ou caso queira um acabamento parecido ao que pode oferecer um piso flutuante. Desde um AC3 a um AC5, a variedade é extensa em qualidades e preços. A sua grossura vai desde os 6mm aos 12mm. São fáceis de instalar (a sua maioria conta com sistema click, depois de instalar uma capa de isolante e anti humidade), económicos e muito duradouros. Tenha em atenção que nem todos são adaptados para casas de banho ou cozinhas por isso conheça o produto antes de tomar a decisão final.. 

O seu preço económico e fácil instalação tornou-os favoritos durante muito tempo. mas hoje em dia, os laminados são menos usados. O nosso conselho é que avalie as necessidades de sua casa e que escolha o piso que melhor se adapte ao seu estilo de vida.

3. O (cada vez mais polivalente) microcimento 

O microcimento é um material totalmente em alta que está a ganhar muitos adeptos. Adequado para estabelecimentos, hotéis, zonas exteriores ou interiores, é um material capaz de mudar a aparência de qualquer espaço em poucas horas e com alta resistência ao desgaste. A sua aplicação requer ajuda profissional, mas em dois dias terá um piso novo sem ter que retirar nenhuma tábua do chão. E se o preocupa a manutenção não tenha medo. Ao ser um material sem juntas, é totalmente impermeável e mantém-se em ótimas condições apenas com água e sabão neutro. 

4. A cerâmica de sempre…

A cerâmica é um material formidável em todos os pontos de vista. É resistente, fácil de limpar e com um variedade interminável, esta tendência vintage volta agora com muita força. No entanto a ideia de ter que levantar o chão antigo já não tem tanta piada. Mas verá que com os modelos novos, os chamados modelos de lingueta, esse problema acabou. 

Instalam-se sobre o piso de sua casa, sem complicação e apenas terá que unir umas placas com outras através de um sistema de lingueta. Dependendo do fabricante, poderá necessitar de um suporte montado com perfis de PVC ou com uns já incorporados. Essencialmente, os modelos em lingueta cortam-se como qualquer outro azulejo, mas na hora de instalar não há que colocar cimento-cola nem, em muitos casos, novas juntas.

5. Uma lavagem de cara com a pintura adequada

É certo que não é qualquer piso que nos vai permitir renovar simplesmente com uma pintura de mão, mas, se está em boas condições, é uma forma muito económica de “lavar a cara” e aguentar uns quantos anos mais. Dependendo do material de base sobre o qual quer pintar, terá que usar um tipo de tinta ou outro. O nosso conselho é que se assegure que escolhe a tinta corretamente na loja, ou que consulte diretamente com um bom profissional. Normalmente recomendamos pinturas tipo epóxi, que trazem uma camada niveladora (para ocultar as juntas e criar o efeito de pavimento contínuo). 

Lembre-se que se vai pintar sobre cimento tem que deixar as juntas de dilatação, para que a pintura não se levante. Sobre pisos antigos de madeira o resultado é espetacular, sobretudo se a técnica é a correta e se usa um material de primeira qualidade. Por isso, não compre qualquer tinta. O investimento maior vai compensar na qualidade final. 

6. O mais económico, o piso de PVC

Impermeáveis, antideslizantes, silenciosos e com uns desenhos engraçados. Imitam todo o tipo de acabamentos e formas e podem ser instalados em poucas horas. Pode-se encontrar em rolos ou inclusive em telhas. A sua grande vantagem é o preço e a sua simples e rápida instalação. O seu principal problema é que se estragam com facilidade e são sensíveis a arranhões ou riscos. Mas se forem cuidadosos, pode dar um resultado estupendo até que possa investir em algo de maior durabilidade. 

Uma opção mais interessante para casas alugadas ou residências de férias. 

7. Perfeitos para exteriores…os pisos de telha de resina.

Agora que temos o verão mesmo aí à espreita, voltam a aparecer na mira os terraços, balcões ou pátios. Uma forma estupenda de os remodelar sem muita confusão é instalar um chão de telha de resina. São muito resistentes e fáceis de instalar, sem necessitar de quase nenhuma manutenção. 

São pisos para todo o terreno (resistentes à humidade, à água e até aos raios UV). Para além disso, não há problemas com bichos nem coisas desagradáveis, porque são antifúngicos. São também antideslizantes e muito rápidos de instalar graças ao sistema click ou de lingueta. Dê uma volta pela lista de cores e acabamentos e verá do que estamos a falar: existe uma variedade imensa por onde escolher. Uma opção muito versátil para interiores e exteriores. 

Já sabe com que material vai forrar o seu antigo piso? 

Este conteúdo é uma reprodução do Habitíssimo “7 formas de mudar o chão…sem fazer obras!”. Pode visualizar o artigo na sua integra através do seguinte link: https://projetos.habitissimo.pt/projeto/7-formas-de-mudar-o-chao-sem-fazer-obras


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code