5 regras para ter uma decoração de consumo responsável

A sustentabilidade é um conceito que está na moda. Nunca nos tínhamos preocupado tanto em comprar produtos ecológicos como agora, e ainda bem que mudamos. Sabemos que temos de gerar menos resíduos, reduzir até praticamente eliminar os sacos em plástico e cuidar mais do planeta, de forma geral. Cada decisão é importante! Por isso, quando for decorar a sua casa, siga estas 5 regras, que lhe permitirão dormir tranquilo sabendo que tomou decisões sábias, que ajudam a tornar o seu lar cada dia mais ecológico e responsável.

Diga olá ao minimalismo

Não lhe vamos propor que comece a atirar tudo pela janela. Sem exageros! O minimalismo não nos pede que nos desfaçamos das coisas que queremos, nem que deixemos a casa sem nada. Em vez disso, faz-nos refletir sobre a nossa necessidade de acumular ou não muitas das coisas que temos por casa, ou que estamos a pensar comprar. E deverá investir em móveis minimalistas ou em modelos que otimizem o espaço? A resposta certa é a última hipótese: se vivemos numa casa pequena não temos de nos conformar com soluções pequenas. Armários embutidos, estantes em pladur de parede a parede, camas elevadas, cabeceiras com arrumação… são só alguns exemplos que não podiam faltar numa casa 100% minimalista e que não é fria, insossa e aborrecida. Seja criativo e desfrute, planificando uma casa à sua medida!

Aposte em materiais reciclados

Ser partidário de uma casa mais ecológica não significa deixar de consumir. Trata-se de apostar num consumo pensado e planeado. Por isso, quando for comprar elementos decorativos para a sua casa, compre poucas peças, mas melhores. O ideal é apostar em peças intemporais que atestam à personalidade da sua casa, independentemente dos anos que passem. Olhe também para as etiquetas, preocupe-se com a origem dos materiais, aposte nos objetos que sejam reciclados e sobretudo adquira peças duráveis (mesmo que custem um pouco mais). Descarte tudo aquilo que em pouco tempo ficará inutilizado e que, por isso, terá de deitar fora ou doar a alguém, tirando-o de sua casa.

Reduza o consumo energético com bons hábitos

Sabemos que as nossas casas ficam mais luminosas ( e aquecem mais) se deixarmos que a luz natural e os raios do sol a inundem. Mas se para além da luz deixa passar o frio e os ruídos da rua, pode ser que tenha chegado a altura de mudar as janelas. Escolha com base no estilo de que mais goste, mas também tendo em conta os tipos de vidros e perfis e a orientação da casa. Sabia que já se fabricam janelas de alumínio reciclado? Apague as luzes, mude para LEDS (sem se esquecer de levar as velhas lâmpadas a um ponto de recolha), desligue os eletrodomésticos que não está a usar e opte por modelos eficientes de aquecimento (como as caldeiras de condensação, que rendem mais e consomem menos que as tradicionais). Instale também um sistema domótico que mantenha o consumo da sua casa ao mínimo, e sem exceções, e verá que terá um lar mais ecológico.

Use mais madeira

Resistente, orgânica e imperfeita. A madeira sempre foi um material básico na decoração de casas. Ainda hoje é a sua melhor opção para conseguir uma casa bonita e sustentável. Use-a nas paredes, no piso, armários, portas, móveis… esqueça os materiais sintéticos ou o plástico e aposte num material que ganha beleza com o passar do tempo. Para além disso, é para sempre. A madeira tornará a sua casa mais quente no inverno e fresca no verão, mantendo assim a humidade ideal e regulando a temperatura. E se a quiser pintar, informe-se acerca das suas possibilidades no que toca a tintas ecológicas para móveis e paredes: não deitam cheiro, não têm dissolventes, atraem menos o pó, evitam humidades e fazem com que a atmosfera seja mais saudável. Sim, valem muito a pena!

Escolha fibras naturais

Os tecidos orgânicos e as fibras naturais darão à sua casa uma riqueza decorativa que ajudará a atingir a sustentabilidade. Transpiram melhor, duram mais e a sua produção não prejudica o meio ambiente. Quando chegar a hora de “vestir” a sua casa evite ao máximo os tecidos sintéticos e pense em algodão orgânico certificado, linho, lã, bambu, ráfia ou vime. Cada vez mais marcas investem em desenhos de qualidade e acessíveis para todos, nos quais os produtos artesanais são as estrelas. Invista neles para ter a consciência mais tranquila e conseguir um ar em casa mais puro, são e limpo.

Este conteúdo é uma reprodução do Habitíssimo.“5 regras para ter uma decoração de consumo responsável”. Pode visualizar o artigo na sua integra através do seguinte link: https://projetos.habitissimo.pt/projeto/5-regras-para-ter-uma-decoracao-de-consumo-responsavel


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code