15 maneiras de ter uma casa hygge

Mais do que uma palavra dinamarquesa, o hygge é uma filosofia de vida que pode ser descrita como tirar prazer diário das coisas simples. Equivale a uma sensação geral de bem-estar: um churrasco ao ar livre, uma cama bem-feita com mantas aconchegantes, uma chávena de chocolate quente acabado de fazer, um banho à luz das velas, um bom livro no conforto do sofá. Isto é hygge! E o primeiro mandamento deste modo de vida é: depois das obrigações é mandatório relaxar!

E se bem que o hygge é para apreciar todo o ano, o inverno é, especialmente, propício a este estado de espírito que também se aplica na decoração da casa, onde os nórdicos passam muito tempo, abrigando-se dos rigores do inverno.

Mas, mesmo quem vive no solarengo sul da Europa, pode importar este ambiente escandinavo, caseiro, de harmonia e paz, sempre aconchegante. Acima de tudo, o que mais importa é que te sintas bem em tua casa, o conforto é tudo neste conceito.

1- Atem-te a um esquema de cores neutras

Aderir a uma paleta de cores, como os pastéis, o cinza claro, o bege, contribuirá para uma atmosfera de harmonia e paz. Além de dar amplitude e luminosidade aos espaços.

2- O conforto é rei neste conceito

Há imensas formas de o conseguir: decorando com tapetes, almofadas, edredons e mantas macias – garantindo que a família ficará bem quentinha. Também pode criar recantos aconchegantes: um banco de janela, um assento do amor, ou uma chaise-longue com uma manta fofinha aos pés.

3- Velas nunca são demais

Quando pensa em velas, pensa num jantar agradável, num banho relaxante ou numa noite calma de inverno à lareira, ora todas estas coisas fazem parte do estilo de vida hygge. O brilho hipnotizante de uma vela não pode ser replicado por mais nada, e é uma maneira bem simples de adicionar calor a espaços pequenos.

4- Concentre-se na cama

… e se puder passar mais umas horitas nela tanto melhor. Um quarto que grita hygge é organizado, mas sempre aconchegante, com camadas de roupa na cama. Como por cá ainda está quente para edredons, opta por camadas leves de colchas e mantas com diferentes texturas que possas remover consoante o necessário.

5- Iluminar com graciosidade…

As grinaldas e as luzes twinkly também são ideais nesta decoração, porque são alegres e fáceis de adaptar a vários lugares. Pode usá-las no quarto, na sala, ou numa varanda ao ar livre. A Dinamarca é um país com poucas horas de luz solar e, como tal, os dinamarqueses procuram ter na sua casa luminosidade.

6 – … e tirar partido da luz natural

Daí as grandes janelas e portadas escandinavas terem apenas vidraças para que se aproveite todo e qualquer raiozinho de sol sem desperdício. No Inverno, os dias minguam e são mais escuros, porque não copiá-los?

7 – À volta do fogo

Dentro de casa, ou fora num pátio, por exemplo, o fogo é parte indissociável da cultura dinamarquesa. Reúnem-se os amigos e os familiares à volta da lareira ou de uma salamandra, num quadro de calor e união. Se vem pensando nisso é este o inverno para a instalar uma fonte de calor a lenha ou pellets – onde os especialistas recomendarem claro.

8- Adicione texturas

Pode não ser a primeira coisa que te vem à mente quando pensa numa decoração aconchegante, mas não duvide, incorporar materiais quentes ou naturais, como a madeira ou a lã vai dar logo o toque hygge.

9- Espírito artesanal, sempre

Ser hygge é preferir o conforto do artesanal e caseiro ao que é novo, da moda ou industrial. Pondera as alternativas, vai a lojas de velharias e 2ª mão, mercados e feiras, antes de comprar algo novo. Usa a imaginação para reciclar móveis que ainda estão bons.

10- Prefira objetos sem preço

O serviço da Vista Alegre, dos anos 50, herdado da avó, a caixa de madeira dos produtos da barba do avô, o painel em macramé feito pela tia, tudo o que transmitir união e ligação aos que ama faz aqui todo o sentido.

11- A cor e a vida das flores

Se adicionar alguma variedade de flores dará um pequeno toque de cor na base neutra de uma casa hygge. Além disso, a par das plantas, as flores são seres vivos que dão alma a um lar.

12- O recanto dos livros

Um bom livro é um elemento essencial do hygge, e que melhor maneira de incentivar a leitura do que um ótimo recanto? Não é preciso muito espaço para criar uma área de leitura aconchegante, singular e compacta.

13- Uma casa de banho spa

Um duche rápido não chega, faz da casa de banho um refúgio relaxante, local para descansar e rejuvenescer. Para criar um espaço agradável e sereno arranja espaço de armazenamento para evitar desarrumação à vista. Investe em velas, toalhas e roupões confortáveis.

14- Hygge não requer móveis

Um equívoco comum é que, para adotar o estilo hygge, é preciso uma casa cheia de móveis escandinavos modernos. Embora a casa deva ser organizada e minimalista, esta filosofia não exige nenhum móvel específico.

15- O forno está sempre quente

No livro How to Hygge, há receitas dinamarquesas para mantê-lo aceso todo o fim-de-semana, incentivando a celebrar a alegria do fika (saborear bolo e café com amigos e familiares). Segundo a inspiração hygge a cozinha não é só um espaço útil, é para acolher e estar. Usa utensílios em madeira, e traz a natureza a casa com algumas plantas. Ah, e cadeiras que não têm de ser todas iguais desde que sejam bem confortáveis!

Como vê, há muitas maneiras de adotar a inspiração hygge em sua casa, mas, resumindo, tudo passa por criar um ambiente acolhedor e tranquilo, facilitador de uma vida com menos stress, em que diariamente crie tempo para fazer o que o faz sentir bem.

Este conteúdo é uma reprodução do Habitíssimo “15 maneiras de ter uma casa hygge”. Pode visualizar o artigo na sua integra através do seguinte link: https://projetos.habitissimo.pt/projeto/15-maneiras-de-ter-uma-casa-hygge


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code